Não tenho roupa, e agora?

0 Flares 0 Flares ×

Olá, pessoas, tudo bem?

Quem nunca precisou sair bem arrumada de casa, parou na frente do guarda roupa e pensou ”não tenho roupa”? Acho que todas nós né, afinal, se a gente pudesse mesmo, comprava um look novo toda vez que precisasse sair de casa, mas a realidade financeira não permite..haha…nessas horas, o que a gente faz então?

1 (  ) desiste de sair e fica em casa mesmo

2 (  ) senta e chora

3 (  ) pega uma roupa emprestada com a amiga

4 ( x ) usa a criatividade e busca inspirações de looks pra reproduzir com peças que você já tem

Acertou quem escolheu a opção 4, sim, nossas roupas velhinhas pode ter muita utilidade se vistas com um pouco mais de ousadia e criatividade, podem inventar moda sem medo de serem felizes, é só usarem o bom senso. Eu adoro ficar sempre ligada nas redes sociais da famosas que têm um estilo parecido com o meu, assim sempre vejo alguma peça parecida com o que eu tenho no guarda roupa, vou mostrar um exemplo pra vocês.

Vi esse look da Marina Ruy Barbosa no stories da Rafa Kalimann e já ascendeu uma lampadazinha em cima da minha cabeça, pensei: eu tenho um cropped de gola alta, tenho coturno e tenho saia rodada, só não tenho a magreza e a beleza dela…haha..mas atenção, a intenção aqui não é ser a Marina Ruy Barbosa, mas simplesmente usar a produção dela como inspiração pra criar a nossa, ok?

Screenshot_20170822-084230

Então, vamos ao meu look que foi incrementado com bolsa cor de rosa, pirulito e coroa de flores 🙂

IMG_1712

Vai gordinha..haha

IMG_1715

IMG_1718

IMG_1720

IMG_1707

IMG_1696

IMG_1691

IMG_1699

IMG_1689

IMG_1726

IMG_1733

A moda existe pra ser usada a nosso favor, então pesquisem inspirações que vocês curtam, se inspirem e ousem, só não vale perder aquela festa por falta de roupa, acredite em você e no seu potencial 🙂

Espero que tenham gostado do post e das dicas, por favor não saiam sem comentar hein.

Até o próximo post,

Bjinho da Gabi

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×
Não tenho roupa, e agora?
Tagged on:                         

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *